• Rafael Piccolotto de Lima

10 dicas para melhorar seu ritmo na pista de dança

Updated: 6 days ago

Ritmo é - sem a menor dúvida - um dos elementos mais importantes para a música e a dança. Baseado na minha experiência enquanto professor de música e dança, eu organizei uma lista com 10 dicas que qualquer pessoa pode usar para melhorar o seu ritmo. São idéias simples que com certeza vão surtir um impacto positivo na pista de dança.


Através dessas dicas eu vou apontar possíveis caminhos para algumas das questões que mais aparecem, tais como:

  • Como perceber o ritmo em qualquer música?

  • Como sincronizar o corpo com a batida da música?

  • Como dançar de maneira mais musical?

  • O que fazer quando estamos fora do ritmo?



1 - Escute antes de dançar.


Isso pode parecer obvio, mas muita gente ocupa a cabeça com os mais diversos pensamentos ao invés de focar na música antes de começar a dançar:


- "Que passo vou fazer primeiro?"

- "Será que eu estou muito suado?"

- "Minha parceira dança muito bem, tenho que fazer bonito."

- "Essa chão aqui ta meio grudento..."

- "Será que meu visual está legal?"

- "Será que eu tento fazer aquele passo novo que eu aprendi na aula passada?"


Foque na música primeiro!


Assim que você abraçar seu parceiro(a) você terá alguns segundos para sincronizar com a música e começar a dançar, use esse tempo para focar na música. Ou melhor ainda, assim que uma música nova começar a tocar, conecte-se a ela mentalmente. Dessa maneira o ritmo já estará presente na sua cabeça/corpo antes mesmo de você abraçar o seu parceiro(a) para começar a dançar.


2 - Busque ritmos constantes na música


Ouça atentamente para identificar os elementos que são mais constantes na música, eles podem te ajudar a entender a batida. Pode ser o triângulo, a zabumba, ou mesmo a levada de um violão. Você precisa achar as referências que vão servir de guia para você interiorizar o andamento da música.


3 - Sinta o ritmo no seu corpo.


Assim que identificar o ritmo, transfira ele para o seu corpo. Sinta as batidas da maneira que mais faça sentido para você. Você pode fazer algum movimento quase imperceptível com uma parte do seu corpo, só para sentir o ritmo, ou talvez trocar o peso de um lado para outro do seu corpo, sincronizado com o tempo da música.


4 - Comece simples.


Faça movimentos simples para começar. Foque na precisão. Use os passos básicos que você sabe. O objetivo é sincronizar seus movimentos com os sons da música e seu parceiro. E lembre-se "menos é mais"!


5 - Conecte com seu parceiro(a).


Forró é (em grande parte) uma dança a dois. Nós precisamos estar em sintonia com nosso parceiro para que a dança flua. E não se esqueça o significado de "parceria": nós podemos nos ajudar mutuamente quando dançamos juntos. Talvez seu parceiro seja ótimo com ritmo, use isso a seu favor!


6 - Entenda a relação dos seus movimento com a batida da música.


Esse ponto é um pouco mais complexo e vai exigir um pouco mais de trabalho preparatório: entenda seus movimentos e como eles se relacionam com os ritmos. Isso vai fazer você ficar mais consciente corporalmente e muito provavelmente mais preciso em seus movimentos. Isso também vai te permitir ser mais criativo com sua dança a longo prazo.


Comentário: esse é um ponto importante para músicos que estão começando a dançar. Muita gente se surpreende ao ver pessoas que tocam algum instrumento musical tendo dificuldade de dançar no ritmo. A razão é que o entendimento racional do ritmo precisa ser transformado em um entendimento corporal.


7 - Treine no ritmo.


Sempre que você aprender um movimento novo, faça ele no ritmo! Treine seu corpo a realizar passos com ritmo definido. Você pode fazer bem devagar quando estiver aprendendo e desenvolvendo sua técnica, mas evite praticar movimento fora do tempo.


8 - Seja confiante.


Uma vez que você esteja sincronizado com a música, faça seus passos de maneira confiante. Indecisão e hesitação geralmente levam a imprecisão, algo que queremos evitar na nossa dança.


Comentário: não confunda confiança com grosseria. Você deve ter movimento assertivos, mas deve sempre estar sensível a resposta/reação do seu parceiro.


9 - Explore elementos rítmicos diferentes na sua dança.


Essa dica é para dançarinos mais experientes. Se você já tem um bom ritmo e uma técnica precisa, é hora de se aprofundar na musicalidade e explorar as sutilezas da interpretação e arranjo dos músicos. Cada instrumento tem características únicas e cada músico toca a sua maneira. Tudo isso pode e deve ter uma influência na sua dança. Explore as possibilidades!


10 - Ritmo é o rei! (ou a rainha!)


O que fazer quando a dança começa a ficar sem sincronismo (seja com a música, parceiro, ou os dois)?


Simplifique!


Até os dançarinos mais experientes e musicais vão ter momentos de falta de sincronismo. Pode ser porque estão se desafiando a fazer movimentos menos usuais, ou simplesmente porque a banda resolveu mudar de música/tempo. Pouco importa a razão ou nível de experiência, todos vamos vivenciar esse desafio em algum momento.


Mas e ai, o que fazer? Voltamos a dica numero 1: ouça e se conecte novamente com a música.


Conclusão


Ritmo (ou a falta dele) pode elevar ou acabar com uma dança.


Temos que entender que o forró é geralmente uma relação com 3 "personagens" principais: a música e os dois dançarinos. As melhores danças geralmente acontecem quando esses 3 "protagonistas" se relacionam de maneira orgânica. E aqui eu reitero: o ritmo é muito provavelmente o elemento mais importante para que esse triângulo aconteça. Use ele a seu favor!

Epílogo


Espero que essas dicas tenham sido proveitosas para você.


Continue praticando e interiorize essas idéias o máximo que puder. Dançarinos experientes com um bom senso de ritmo conseguem fazer isso tudo em uma questão de segundos. Esse deveria ser o objetivo de todos nós.


Entenda também que isso tudo que escrevi aqui é somente a ponta do iceberg quando falamos de musicalidade na dança.


Sendo um educador musical a mais de 15 anos, eu considero o ritmo como um elemento central na minha dança pessoal e aulas que leciono semanalmente aqui em Nova Iorque. Acho que seja algo tão relevante que decidi fazer uma série de aulas online dedicadas a esse tópico. Caso você tenha interesse em participar, segue o link: https://www.forronewyork.com/musicality-online-course

Sobre o autor


Rafael Piccolotto de Lima é apaixonado pelas artes, doutor em música e foi indicado ao Grammy Latino como melhor compositor de música clássica em 2013. Para ele todas as formas de expressão são de alguma maneira correlacionadas, gerando seu interesse e atuação diversificada; de fraque nas salas de concerto até sapato de dança no chão batido do salão. Nascido em Campinas, São Paulo, hoje ele reside a margem do Rio Hudson com vista para o sul de Manhattan.


Website: www.rafaelpdelima.com

YouTube Channel: www.youtube.com/rafaelpdelima

Instagram: www.instagram.com/rafaelpiccolottodelima/

Facebook: www.facebook.com/RafaelPiccolottodeLima/

Thank you for your visit!

  • Black Facebook Icon
  • YouTube - Black Circle

© 2017-2020 Forró New York

Created and edited by Rafael Piccolotto de Lima.